LIVROS EM PDF – DIVULGUE PARA O M‏ÁXIMO DE PESSOAS!!!!

http://www.dominiopublico.gov.br

Uma bela biblioteca digital, desenvolvida em software livre, mas que está prestes a ser desativada por falta de acessos. Imaginem um lugar onde você pode gratuitamente:

►Ver as grandes pinturas de Leonardo Da Vinci;

►Escutar músicas em MP3 de alta qualidade;

►Ler obras de Machado de Assis Ou a Divina Comédia;

►Ter acesso às melhores historinhas infantis e vídeos da TV ESCOLA;

►E muito mais….

Esse lugar existe!

O Ministério da Educação disponibiliza tudo isso, basta acessar o site: http://www.dominiopublico.gov.br

Só de literatura portuguesa são 732 obras!

Estamos em vias de perder tudo isso, pois vão desativar o projeto por desuso, já que o número de acesso é muito pequeno. Vamos tentar reverter esta situação, divulgando e incentivando amigos, parentes e conhecidos, a utilizarem essa fantástica ferramenta de disseminação da cultura e do gosto pela leitura.
VAMOS COLABORAR!!!!!

Anúncios
Publicado em Literatura | Deixe um comentário

Olá, mundo!

Welcome to WordPress.com. This is your first post. Edit or delete it and start blogging!

Publicado em Sem categoria | 2 Comentários

Falando sobre Fidel delega suas atribuições como chefe comunista em Cuba – Mundo – MSN Notícias

 

Citação

Fidel delega suas atribuições como chefe comunista em Cuba – Mundo – MSN Notícias
HAVANA (Reuters) – O ex-presidente cubano Fidel Castro disse que ‘não está em condições’ de continuar ocupando a direção do Partido Comunista e delegou suas atribuições, informou a mídia oficial na quinta-feira, sugerindo que ele poderá renunciar a seu …

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

DEZ RAZÕES PARA VOTAR NO CAMILO 40

Publicado em Política | Deixe um comentário

PF diz que governador negociava propina com empresa da Ásia

Atualizado
em 15/09/2010 21h05

PF diz que governador
negociava propina com empresa da Ásia

Pedro Dias, do Amapá, está preso. Ele facilitaria
legalização de fazendas.
Relatório da Polícia Federal aponta também desvio de dinheiro público.

Do G1,
com informações do Jornal Nacional

Um
relatório da Polícia Federal sobre o desvio de dinheiro público no Amapá acusa
o governador afastado do Amapá, Pedro Paulo Dias, de negociar com uma empresa
estrangeira com sede na Ásia para receber propina de US$ 30 milhões, mais de R$
51 milhões.

O G1
tentou, mas não conseguiu, contato por telefone com a advogada do governador,
preso desde a última sexta-feira pela Operação Mãos Limpas, da PF, que apura
desvio de dinheiro público no Amapá.

Segundo a
PF, Dias usaria o dinheiro da empresa estrangeira para financiar a reeleição
dele. Em troca, o governador afastado facilitaria a legalização de fazendas que
seriam compradas pelo grupo no estado.

A Polícia
Federal apreendeu uma tonelada de material durante a investigação e colheu
informações durante dois meses de escutas telefônicas.

A PF
encontrou indícios de fraudes em quase todos os contratos analisados até agora.
O relatório aponta também desvio de dinheiro público no reembolso de despesas
médicas de Tribunal de Contas do Amapá. Segundo as investigações, conselheiros
do tribunal receberam de R$15 mil a R$ 170 mil para cobrir gastos com
tratamentos nunca realizados.

saiba
mais

Segundo a
PF, o presidente do Tribunal de Contas do Estado, José Júlio de Miranda Coelho,
sacou das contas do tribunal mais de R$ 7,5 milhões, de novemrbo de 2005 a
janeiro de 2007. Na casa dele, na Paraíba, a Polícia apreendeu carros de luxo,
avaliados em R$ 3 milhões, entre os quais uma Ferrari.

O
governador afastado e mais 17 pessoas – entre elas ex-governador do estado
Waldez Góes – foram presos pela Polícia Federal na sexta-feira passada (10) por
suspeita de envolvimento com desvio de recursos públicos no estado.

O
advogado Cezar Bitencourt entrou nesta quarta-feira (15) no Superior Tribunal
de Justiça (STJ) com um pedido de reconsideração da prorrogação da prisão
temporária do ex-governador do Amapá Waldez Góes.

Nesta
terça-feira (14), o ministro João Otávio de Noronha, do STJ, concedeu alvará
de soltura a 12 pessoas
envolvidas com o caso, mas decidiu
prorrogar por mais cinco dias
a prisão temporária porque poderiam
atrapalhar as apurações Entre eles, Pedro Paulo Dias, Waldez Góes e José Júlio
de Miranda Coelho.

Fonte:

http://g1.globo.com/politica/noticia/2010/09/pf-diz-que-governador-negociava-propina-com-empresa-da-asia-diz-pf.html
Compartilhar no Orkut

 

 

Compartilhar no Orkut

 

Publicado em Notícias e política | Deixe um comentário

Falando sobre Lei de Janete Capiberibe que previne escalpelamentos já está em vigor

 

Citação

Lei de Janete Capiberibe que previne escalpelamentos já está em vigor

Extraído de: Partido Socialista Brasileiro  –  13 de Agosto de 2009

A deputada federal Janete Capiberibe (PSB-AP) lembrou, nesta semana, na tribuna da Câmara dos Deputados, a vigência da lei 11.970/2009, de sua autoria, que obriga instalar a proteção sobre o eixo, o motor e as partes móveis das embarcações.

Amapá engajado no Enfrentamento ao Escalpelamento

A lei foi assinada pelo presidente em exercício José Alencar em 6 de julho e publicada no Diário Oficial da União no dia seguinte para entrar em vigor no prazo de 30 dias. Portanto, a Lei 11.970 está valendo, efetivamente, desde a sexta-feira da semana passada, 07 de agosto.

A socialista lembrou que a lei foi um pedido que as vítimas de escalpelamento do estado do Amapá fizeram a ela há dois anos, com o objetivo de erradicar esse tipo de acidente da navegação ribeirinha.

Quem descumprir a lei 11.970 está sujeito à advertência, multa financeira e apreensão da embarcação até sua regularização. Cabe à Marinha do Brasil a fiscalização para dar mais segurança à navegação ribeirinha e evitar a ocorrência de acidentes com escalpelamentos e mutilações. Ciente da realidade Amazônica, a Marinha informou que intensificará as campanhas de educação ao mesmo tempo em que fiscalizará as embarcações. A deputada Janete Capiberibe reservou R$ 100 mil das suas emendas individuais que foram usados para recuperar os barcos que a Marinha usa nas campanhas educativas.

Conquistas – Ao mesmo tempo em que se discutia a lei 11.970 no Congresso Nacional, um grupo de trabalho criado no Gabinete Pessoal do Presidente da República buscou solução para outros problemas das vítimas de escalpelamento. Daí, foram incluídas nas cirurgias reparadoras pelo SUS, no direito ao acompanhamento médico multiprofissional e à indenização de R$ 3,5 mil após o registro da ocorrência na Marinha e a perícia médica. Recentemente, o Banco da Amazônia S.A. – BASA – comprometeu-se com o Grupo de Trabalho de investir recursos, em caráter de compromisso social, para que sejam distribuídas carenagens aos navegadores ribeirinhos. Recentemente, uma campanha educativa foi realizada em Breves, no Pará. Está prevista uma campanha idêntica no estado do Amapá.

Política fluvial

A deputada Janete Capiberibe considera a implantação da Lei importante para erradicar os acidentes com escalpelamento e mutilação na navegação ribeirinha. Defende, no entanto, o aperfeiçoamento do transporte fluvial da Amazônia. Por isso, propôs a criação de um Grupo de Trabalho pelo Ministério dos Transportes. Este Grupo, em funcionamento desde julho do ano passado, está trabalhando em dois eixos fundamentais: a educação e a capacitação dos navegadores ribeirinhos e o financiamento da renovação da frota fluvial. Pelo primeiro eixo estão sendo desencadeadas ações para implantar escolas de navegação e construção naval na Amazônia, a começar pelo estado do Amapá. Pelo segundo eixo, está sendo finalizado um projeto de lei que reserva parte dos recursos do Fundo da Marinha Mercante (3%) para uma linha de crédito subsidiada aos pequenos e médios estaleiros e construtores navais da Amazônia.

Autor: Assessoria de Imprensa da deputada federal Janete Capiberibe

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Lei de Janete Capiberibe que previne escalpelamentos já está em vigor

Extraído
de: Partido Socialista Brasileiro
 –  13 de Agosto de 2009

A
deputada federal Janete Capiberibe (PSB-AP) lembrou, nesta semana, na tribuna
da Câmara dos Deputados, a vigência da lei 11.970/2009, de sua
autoria, que obriga instalar a proteção sobre o eixo, o motor e as partes
móveis das embarcações.

Amapá engajado no Enfrentamento ao Escalpelamento

A lei foi
assinada pelo presidente em exercício José Alencar em 6 de julho e publicada no
Diário Oficial da União no dia seguinte para entrar em vigor no prazo de 30
dias. Portanto, a Lei 11.970 está valendo,
efetivamente, desde a sexta-feira da semana passada, 07 de agosto.

A
socialista lembrou que a lei foi um pedido que as vítimas de escalpelamento do
estado do Amapá fizeram a ela há dois anos, com o objetivo de erradicar esse
tipo de acidente da navegação ribeirinha.

Quem descumprir
a lei 11.970 está sujeito à
advertência, multa financeira e apreensão da embarcação até sua regularização.
Cabe à Marinha do Brasil a fiscalização para dar mais segurança à navegação
ribeirinha e evitar a ocorrência de acidentes com escalpelamentos e mutilações.
Ciente da realidade Amazônica, a Marinha informou que intensificará as
campanhas de educação ao mesmo tempo em que fiscalizará as embarcações. A
deputada Janete Capiberibe reservou R$ 100 mil das suas emendas individuais que
foram usados para recuperar os barcos que a Marinha usa nas campanhas
educativas.

Conquistas
– Ao mesmo tempo em que se discutia a lei 11.970 no Congresso
Nacional, um grupo de trabalho criado no Gabinete Pessoal do Presidente da
República buscou solução para outros problemas das vítimas de escalpelamento.
Daí, foram incluídas nas cirurgias reparadoras pelo SUS, no direito ao
acompanhamento médico multiprofissional e à indenização de R$ 3,5 mil após o
registro da ocorrência na Marinha e a perícia médica. Recentemente, o Banco da
Amazônia S.A. – BASA – comprometeu-se com o Grupo de Trabalho de investir
recursos, em caráter de compromisso social, para que sejam distribuídas
carenagens aos navegadores ribeirinhos. Recentemente, uma campanha educativa
foi realizada em Breves, no Pará. Está prevista uma campanha idêntica no estado
do Amapá.

Política
fluvial

A
deputada Janete Capiberibe considera a implantação da Lei importante para
erradicar os acidentes com escalpelamento e mutilação na navegação ribeirinha.
Defende, no entanto, o aperfeiçoamento do transporte fluvial da Amazônia. Por
isso, propôs a criação de um Grupo de Trabalho pelo Ministério dos Transportes.
Este Grupo, em funcionamento desde julho do ano passado, está trabalhando em
dois eixos fundamentais: a educação e a capacitação dos navegadores ribeirinhos
e o financiamento da renovação da frota fluvial. Pelo primeiro eixo estão sendo
desencadeadas ações para implantar escolas de navegação e construção naval na
Amazônia, a começar pelo estado do Amapá. Pelo segundo eixo, está sendo
finalizado um projeto de lei que reserva parte dos recursos do Fundo da Marinha
Mercante (3%) para uma linha de crédito subsidiada aos pequenos e médios
estaleiros e construtores navais da Amazônia.

Autor: Assessoria de Imprensa da
deputada federal Janete Capiberibe

Publicado em Notícias e política | Deixe um comentário